Diferença carretilha molinete
Equipamentos

Diferença Entre Carretilha e Molinete

Muitas pessoas não sabem muito bem qual a diferença entre carretilha e molinete. Por mais que os dois tenham o mesmo propósito são bem diferentes entre si.

Na maioria das vezes são iniciantes na pesca ou nunca foram apresentados formalmente para o equipamento. Isso dificulta que elas tirem suas próprias conclusões sobre eles.

Para facilitar a compreensão entre os equipamentos, mostraremos suas características deixando você pescador preparado para aumentar sua produtividade.

Em resumo os dois equipamentos servem para a mesma coisa, armazenar linha, proporcionar os arremessos e ajudar na briga com peixe, contudo o funcionamento e o jeito que foram projetados para atender esses requisitos fazem com que tenham maior facilidade para algumas finalidades e menores para outras.

 

Molinete

 

Começaremos pelo molinete. Equipamento que possui um carretel fixo e um guia-linha que orienta essa última para enrolar no carretel.

Normalmente o molinete é o mais usados pelos iniciantes na pesca, pois é muito fácil de usar não sendo necessário muitas habilidades e nem regulagens, além de ser mais barato e sem deixar a desejar no desempenho.

Uma facilidade adicional do molinete é que a manivela pode ser trocada de lado quando quiser, portanto você não precisa se preocupar na hora da compra.

Pelo seu funcionamento o molinete proporciona arremesso de iscas mais leves facilmente e é ótimo para lugares onde os arremessos curtos são necessários como em rios estreitos.

Com carretel fixo, quando a linha chega a seu destino, ela para de sair e isso evita a temida “cabelereira”.

No molinete também é permitido a troca do carretel e isso facilita muito nas pescarias pois você pode ter múltiplos carreteis com linhas diferentes e troca rápida.

Falando de linhas, uma desvantagem é que ela desgasta mais por sair do carretel em forma de espiral além de absorver mais “memória”.

Outra vantagem do molinete é ser de fácil manutenção e limpeza.

 

Carretilha

 

A famosa carretilha possui dispositivo de recolhimento cuja a linha passa pelos passadores da vara e vai direto ao carretel que é móvel. Pela posição do carretel, a carretilha torna-se mais forte do que o molinete.

A carretilha é muito utilizada em situações que é necessários arremessos mais longos e quando a precisão é essencial, contudo arremessos contra o vento são mais difíceis.

Sua funcionalidade impede que a linha, que sai reta do carretel, torça com facilidade e assim não sofre tanto atrito com os passadores da vara aumentando sua vida útil.

Na compra cuidado com o lado da manivela, pois na carretilha não é possível a troca de lado.

A posição que a carretilha fica fixada na vara permite trabalhar iscas artificiais mais facilmente além de ser mais rápida. Também sua fricção é muito fácil de regular, principalmente quando está na luta com o peixe.

E falando de luta com peixe, a carretilha tem sistema de tração mais robusto garantindo a captura do seu “troféu”.

Como última característica e não menos importante a carretilha ganha na liberação da linha que é resumida à um botão, diferente no molinete que se deve levantar o guia linha. Essa diferença facilita e muito os lançamentos.

Como maior ponto fraco da carretilha podemos destacar a formação das “temidas” cabeleiras. Com prática e determinação, além de boas regulagens, esse problema será somente um pequeno obstáculo.

Concluindo a carretilha é mais completa e complexa exigindo mais do pescador não só na utilização, mas também na regulagem.

Conhece mais alguma diferença importante? Deixe um comentário logo abaixo.

 

Boa Pescaria!

CONFIRA

LOJA PORTO DO PESCADOR

Produtos com os melhores preços selecionados para você amigo Pescador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.